Publicado por: geohistoriadateresa | março 21, 2010

O começo da história

                                  O COMEÇO DA HISTÓRIA                     (trabalhado na última semana de Abril)

     Durante dezenas de milhares de anos, os seres humanos viveram em comunidades nas quais havia uma grande igualdade social.

     Há cerca de 7000 mil anos, em regiões da África e da Ásia, algumas comunidades começaram a sofrer transformações. A necessidade de desenvolver as forças econômicas levou à desigualdade social. Uns passaram a ser donos de terras e de escravos, enquanto outros foram obrigados a trabalhar para os ricos.

     As origens dessa desigualdade estavam no surgimento da propriedade privada e do Estado, na guerra e na escravidão. O Estado era controlado pelos nobres e esmagava qualquer revolta.

     A comunidade primitiva: naquela época não havia diferenças entre as pessoas. Não havia propriedade privada, as terras e todas as riquezas não pertenciam a uns poucos indivíduos. Não existia classe social privilegiada. A propriedade era coletiva, isto é, as terras, os rios e tudo o que era produzido pertenciam a todos da comunidade. As coisas eram divididas igualmente entre todos.  O trabalho costumava ser feito em cooperação, se plantavam trigo esse trigo era repartido de acordo com as necessidades de cada um. Os historiadores chamam esse tipo de comunidade de comunidade primitiva. A palavra comunidade lembra que havia cooperação e uma igualdade muito grande entre as pessoas. A palavra primitiva não quer dizer atrasada, mas apenas que eram comunidades organizadas pelos primeiros seres humanos iguais a nós.

     A divisão do trabalho: os avanços alcançados pelos homens, o uso do fogo, a madeira, os metais, a agricultura e domesticação dos animais permitiram que as comunidades comessem melhor e se protegessem mais dos animais ferozes. As chances de sobrevivência aumentaram e a população começou a crescer. Em muitas regiões do planeta, as comunidades passaram a ter centenas e até dezenas de milhares de pessoas. De que jeito era possível conseguir comida para todos? Como aumentar a produção de alimentos? Cada comunidade encontrou sua própria maneira de resolver o problema. Uma solução encontrada foi o aumento da especialização do trabalho. Cada grupo de pessoas passou a dedicar grande parte de seu tempo a um certo tipo de tarefa. Por exemplo: uns se dedicaram à pesca, outros à caça. Os historiadores chamam isso de divisão do trabalho.

     Ao longo dos séculos, muitas sociedades aprofundaram a divisão do trabalho. Algumas pessoas passaram a se dedicar à agricultura, outros cuidavam dos rebanhos, outros ainda, do trabalho artesanal. E, foram aperfeiçoando mais. Os artesãos se especializaram no uso do metal, ou da madeira, ou do couro. Em algumas sociedades essa especialização trouxe notável avanço tecnológico; uma pessoa experiente aprofundava seus conhecimentos e criava novas ferramentas para seu trabalho.

     O comércio e o dinheiro: durante milhares de anos as pessoas tiveram uma economia de subsistência. Isso quer dizer que produziam tudo o que era necessário à sobrevivência do grupo. Eles plantavam, caçava, faziam suas roupas e seus potes e moringas. Não havia sobra, nenhum excedente que pudesse ser comercializado, portanto, não havia comércio. Em muitas regiões do planeta, a divisão do trabalho mudou essa situação. A especialização permitiu um aumento da produção, a comunidade já era capaz de produzir mais do que precisava. Produziam excedente. Mas, o que fazer com o que sobrava? Jogar fora seria desperdício. Assim, as comunidades passaram a trocar suas sobras de produção. Trocavam vasos por lã, por exemplo. Essas trocas é o que chamamos de comércio. Mas, e se o que eu tinha sobrando não interessasse à outra comunidade? Para a maioria das comunidades os metais preciosos e raros, como o ouro e a prata, mesmo o cobre, eram cobiçados. Assim, esses pedaços valiosos que todos aceitavam passaram a ser o dinheiro. O dinheiro surgiu para facilitar o comércio. Com ele qualquer mercadoria poderia ser comprada.

============================================================================================================

EXERCÍCIOS

1)     Sublinhe, de amarelo, quando as comunidades primitivas começaram a sofrer transformações.

2)    Sublinhe, de vermelho, onde essas comunidades viviam.

3)    O que são as forças econômicas citadas no texto?

4)    Quais as principais características da comunidade primitiva?

5)    Sublinhe, de azul, o significado da divisão do trabalho.

6)    Quais as conseqüências da divisão do trabalho?

7)    Sublinhe, de verde, o que significa economia de subsistência.

8)    Como surgiu o excedente econômico?

9)    Por que o dinheiro foi inventado?

Publicado por: geohistoriadateresa | março 21, 2010

avaliação de História

                                                ESTUDO DE TEXTO DE HISTÓRIA

1)     Qual o local onde foram encontrados os fósseis humanos mais antigos?

2)    Por que os primeiros antepassados do homem foram chamados de hominídeos?

3)    Assinale, com um X, a resposta correta.

    (     ) No continente europeu foram encontrados os fósseis humanos mais antigos.

    (     ) Os  hominídeos são classificados em três gêneros: australopitecus, homo e sapiens.

    (     ) Os australopitecus eram capazes de realizar caçadas.

   (     ) O fóssil de australopitecus mais conhecido foi chamado de Lucy.

4)    Escreva 3 característica dos australopitecus.

5) Qual a importância do andar ereto e da habilidade manual?

6) Assinale V para as frases verdadeiras e F para as falsas. Corrija  as falsas.

     (      ) Somos seres sociais porque dependemos de outras pessoas para viver.

    (      ) Economia tem a ver com trabalho e produção de bens.

    (      ) A teoria criacionista foi proposta por Charles Darwin.

    (      ) A teoria evolucionista é citada na Bíblia, no Gênesis.

    (      ) Os antepassados do homem surgiram na América.

   (      ) As fontes históricas, escritas ou orais, são recursos utilizados pelos historiadores para escrever a história.

   7) Assinale a opção CORRETA: o ano de 786 está no século:

   a- V      b- Vlll      c- Vll      d- I       e- XX

8) Assinale a opção FALSA.

   a- VX – 1401 a 1500          c- VII – 600 a 701                    d- X – 901  a 1000

   b- I – 1 ao 100                  e – XX – 1901 a 2000

9) Escreva o ano inicial e final dos séculos:

  a- III –

  b – Xlll

10) Em qual século estão os anos ?

  A – 10 _____      c – 800 _____      e- 428 _____

  B – 100 _____    d-  1999 _____

Observação: o texto será anexado em breve!

Publicado por: geohistoriadateresa | março 21, 2010

A Pré-História

Como surgiu e evoluiu a vida na Terra até o aparecimento dos hominídeos há cerca de sete milhões de anos atrás

      O BIG-BANG: segundo os astrônomos, a existência do Universo começou há 18 bilhões de anos. Toda a matéria, todo o espaço e a energia o Universo, que estavam muito concentrados, começaram a se espalhar. Até os dias de hoje, o Universo está em expansão.

      A Terra apareceu há cerca de 4 bilhões e 600 milhões de anos. Era tão quente que parecia uma bola de fogo.

      Por volta de 3 bilhões e 500 mil anos surgiram as rochas, oceanos e chuvas. Nessa época surgiram as primeiras formas de vida: eram animais unicelulares ( uma única célula).

 algas

      Há 600 milhões de anos, os oceanos já eram habitados por plantas e pequenos animais invertebrados. A evolução continuou. Apareceram os peixes e depois os anfíbios (viviam na terra e no mar). Então, apareceram os répteis, animais terrestres e que botam ovos. De 145 milhões a 65 milhões de anos atrás, viveram os dinossauros. No mesmo período apareceram alguns mamíferos.( aprenderemos mais nas aulas de geografia)

A LONGA MARCHA

Teorias sobre o surgimento do homem na Terra:

1. Teoria Criacionista: o homem foi criado por Deus “à Sua imagem e semelhança”. É uma teoria religiosa narrada na Bíblia. (Gênesis)

2. Teoria Evolucionista: surgiu, inicialmente, com as pesquisas realizadas pelo cientista inglês Charles Darwin (1809-1882) Ele procurou demonstrar que todos os seres vivos passam por um processo natural de evolução e seleção, que transforma as espécies e permite que sobrevivam apenas as mais aptas, flexíveis e por isso mesmo, mais resistentes.

 diversas culturas têm teorias sobre a criação do mundo e do homem

Charles Darwin Charles Darwin

http://www.youtube.com/watch?v=3QG1I0tTixo video sobre as teorias criacionista e evolucionista

Ilustrar as teorias

ESQUEMA DA EVOLUÇÃO DO HOMEM   (texto extra)

 A partir de Charles Darwin, da teoria da seleção natural e da descoberta de inúmeros fósseis em diversas regiões da Terra, tem-se procurado reconstituir o caminho que a espécie humana percorreu para chegar a sua forma e vida atuais. No entanto, existem inúmeras hipóteses e somente algumas certezas, pois há diferentes teorias e interpretações. Além disso, a cada descoberta as teorias existentes são confrontadas.

O esquema abaixo representa a síntese de muitas descobertas já realizadas até a década de 1990.

  • Shoshonius – 70 milhões de anos. Primata que viveu há cerca de 70 milhões de anos, juntamente com os últimos dinossauros. Tinha focinho longo. Alimentava-se de folhas e insetos.
  • Necrolemur 50 milhões de anos. Possuía um crânio relativamente desenvolvido e pode ser a origem de todos os primatas.
  • Proconsul africanus17-21 milhões de anos. Primeiro macaco sem cauda, era quadrúpede e possuía cérebro grande e uma arcada dentária com traços dos antropóides.
  • Australopitecus anamensis 4,2 milhões de anos. Primeiro hominídeo bípede conhecido até o momento. O fóssil dessa espécie foi encontrado em 1995, no Quênia (África). Tinha o cérebro maior que o do chimpanzé, era herbívoro, media aproximadamente 1,20m e tinha o corpo peludo.
  • Australopitecus africanus 3 milhões a 1 milhão de anos. Hominídeo que conviveu tanto com outras espécies de Australopitecus quanto com os primeiros homens. Era bípede e tinha, portanto, as mãos livres. Sua alimentação era predominantemente vegetal.
  • Homo habilis 2 milhões de anos. Hominídeo mais antigo do gênero Homo encontrado, ou seja, o mais antigo exemplar dos nossos antepassados diretos. Teria vivido na África. Seu cérebro era mais desenvolvido do que o de seus antecessores e ele já fabricava instrumentos de pedra. Construiu os primeiros abrigos e era onívoro. Ainda não conhecia o fogo.
  • Homo erectus 1,6 milhões de anos. Hominídeo que povoou a África, a Europa e a Ásia. É provável que tenha evoluído do homo habilis. Seu rosto era largo , com ampla arcada dentária, e seu cérebro era maior que o de seus antecessores. Era carniceiro e capaz de fabricar ferramentas mais refinadas.
  • Homo sapiens arcaico entre 250 e 100 mil anos. Precursor do homem moderno. Seus fósseis foram descobertos no Sul e Leste da África, além da Europa e Ásia.
  • Homo sapiens neanderthalensis entre 100 e 30 mil anos. Hominídeo que possui esse nome porque seu fóssil foi encontrado no vale de Neander, na atual Alemanha. Embora já tenha sido considerado parte da linhagem humana atual, hoje é classificado como uma subespécie do homem moderno. Era robusto, tinha um cérebro maior que o de seus antecessores. Desapareceu há cerca de 29 mil anos.
  • Homo sapiens sapiens 100 mil anos. É o último na linha evolutiva dos hominídeos; é a espécie à qual pertencemos. Há fósseis encontrados na África, Europa, América e Austrália. Além de já conhecer a fala, realizava pinturas rupestres, possuía uma tecnologia eficiente para realizar a caça e apresentava o cérebro mais desenvolvido que o de seus antecessores.

 

———————————————————————————————————–

                               OS PERÍODOS DA PRÉ-HISTÓRIA

       Chamamos de Pré-História ao período compreendido entre o aparecimento do homem sobre a Terra (por volta de 2 milhões de anos atrás) e o surgimento da escrita, por volta de 4 000 a.C., quando, a partir daí, teve início a História. Linha do tempo no quadro

      Para melhor compreender a Pré-História, ela foi dividida em três períodos:

1) Paleolítico ou Idade da Pedra Lascada: vai do aparecimento dos primeiros hominídeos até cerca de 10 000 a.C. Ao longo desse período processou a evolução, que foi do hominída (criatura semelhante ao homem) ao Homo Sapiens.

   Características: utilização de instrumentos de pedra lascada. Período de domínio do homem pela natureza, economia coletora, ou seja, buscavam na natureza o seu alimento. Eram nômades, isto quer dizer que não possuíam moradia fixa, viviam em grupos. Moravam em cavernas. Haviam desenvolvido os rudimentos da linguagem articulada. A descoberta do fogo permitiu-lhes um certo grau de domínio sobre o meio ambiente, a partir daí, passou a cozinhar seus alimentos e utilizou a chama como defesa contra animais selvagens e como proteção contra os rigores do clima. Desenvolveu rudimentos da vida espiritual, que podem ser comprovados pela prática do culto aos mortos (pintavam os cadáveres, enterravam seus mortos e colocavam objetos nos túmulos). Praticavam uma arte mágica: esculturas, pinturas nas cavernas e entalhes, normalmente cenas de caça. O caçador-artista estava imbuído da crença de que a cena retratada em sua obra tinha o poder de predeterminar o curso dos acontecimentos reais e, dessa forma assegurar a sobrevivência do grupo.

        

2) Neolítico ou Idade da Pedra Polida: começou por volta de 10 000 a.C até por volta de 6 000 a.C.. Inaugurou o domínio do homem sobre o meio ambiente. O homem do neolítico colocou a natureza a seu serviço e, através do seu trabalho passou a produzir seus meios materiais de existência.

   Características: a principal foi o desenvolvimento da agricultura e a domesticação de animais. Foi tão importante, que foi chamado de Revolução Neolítica. A agricultura foi trabalho das mulheres, enquanto os homens dedicavam-se ao pastoreio, as mulheres passaram a lavrar a terra e a realizar a semeadura, descobrindo métodos de cultivo de cereais, frutos e legumes. Os primeiros cereais cultivados foram o trigo, na Ásia ocidental e na Europa, o arroz, no Extremo Oriente, o milho, na América do Norte, e a mandioca, na América do Sul. O desenvolvimento da agricultura começou primeiro no Egito, na Mesopotâmia, na Índia e na China. A domesticação de animais como a cabra, a ovelha, o cavalo, possibilitou a produção de carne, leite, lã e peles.

  O homem abandonou o nomadismo e tornou-se sedentário, ou seja, passou a ter moradia fixa.

  Com o linho, extraído de fibras de vegetais, e a lã, tosqueada das ovelhas, o homem desenvolveu as técnicas de fiação e tecelagem, confeccionando tecidos e roupas adequados à variedade do clima. A partir do cozimento da argila pelo fogo, o homem passou a modelar a cerâmica e a fabricar recipientes como panelas, potes, vasilhas e jarros, que passaram a ser utilizados para cozinhar ou armazenar alimentos.

        

  3) A idade dos Metais: há 6 mil anos os artesãos fabricaram os primeiros objetos metálicos. Pegavam os minerais e atiravam na fogueira para que sobrassem pedaços de metal. O metal podia ser derretido e colocado em uma forma de cerâmica. Os primeiros foram o cobre, o ouro e a prata. O bronze foi inventado na Mesopotâmia em 3000 mil a.C. É uma mistura do cobre com o estanho. O ferro só começou a ser usado a cerca de 1500 anos.

  

A origem do homem: todos os seres humanos descendem do mesmo ancestral comum, o hominídeo, cujos fósseis mais antigos foram localizados no continente africano.

http://www.youtube.com/watch?v=uot-NzGpFmI video sobre a evolução paleolítico

O Australopitecus; habitou o planeta a mais de 3 milhões de anos, possuindo já uma arcada dentária e um esqueleto idênticos aos do homem atual. Além disso, já andava ereto e possuía um cérebro pequeno, porém, maior do que os dos antropóides (orangotangos, chipanzés, gorilas e gibão).

O Homo Habilis: existiu há 2 milhões de anos, foi o primeiro a fabricar e utilizar instrumentos e, aprendeu a dominar o fogo por volta de 500 mil anos.

O Homo Erectus: parece ter sido o último na escala evolutiva até o homem atual. Dele descendem todas as raças humanas existentes, brancas, orientais ou negros. Foi o primeiro a abandonar a África com seu nomadismo, espalhando-se pelo mundo.

O Homo Sapiens: é o homem moderno, até chegar aqui, o homem passou por uma série de transformações, conforme atestam os fósseis encontrados em Neandertal, na Alemanha, e em Cro-magnon, na França.

                                   Cronologia das descobertas

  • 2 milhões de anos a.C.:  primeiras ferramentas de pedra, osso e madeira feitas pelo homo habilis.
  • 500 mil anos a.C. : uso do fogo pelo homo erectus
  • 150 mil anos a.C. : o homem de Neandertal faz lanças, clavas e machados
  • 100 mil anos a.C. : surge o homo sapiens
  • 25 000 a.C. : pinturas nas cavernas
  • 20 000 a.C. : arco e flecha
  • 10 000 a.C. domesticação de cabras e bodes na Mesopotâmia. Pesca com anzóis de osso e rede
  • 8 000 a.C. : agricultura de trigo e cevada na Mesopotâmia
  • 7 000 a.C. : vasos e moringas de cerâmica. Canais de irrigação
  • 6 000 a.C. : tecidos de linho e lã. Objetos de cobre; barcos sem remos e sem velas
  • 5 000 a.C. : agricultura de arroz na China, de milho no México
  • 4 000 a.C. : surge a escrita na Mesopotâmia; primeiras cidades com muros de tijolos
  • 3 500 a.C.: roda e carroças
  • 2 500 a.C. : vidro no Egito
  • 2 000 a.C.: domesticação de cavalos por nômades do Irã; navios a vela no Egito e na Fenícia
  • 1 500 a.C.: instrumentos de ferro

 Exercício

1. Escolha uma decoberta ou criação, justifique sua escolha e ilustre.

2. Defina pré-história

3. Escreva quatro características do Paleolítico

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

Publicado por: geohistoriadateresa | março 21, 2010

Introdução à História

                                                      HISTÓRIA

INTRODUÇÃO

Para que serve estudar história? A História é uma ciência que estuda o passado para entender o presente. Por exemplo: sabemos que o almirante português Pedro Álvares Cabral chegou ao Brasil no ano de 1500. Agora pense, por que ele saiu de Portugal? O que a chegada dele aqui mudou na vida dos habitantes? Como é que essas perguntas nos ajudam a entender nosso mundo atual? Analisando essas questões, podemos compreender o mundo atual. Estudando História, nós percebemos o que foi feito de errado e injusto no Brasil e no mundo, aí podemos pensar numa maneira diferente, de rejeitar o que foi ruim e transformar as coisas para melhor.

preservar toda e qualquer cultura

Nós somos seres sociais: isso quer dizer que nenhum de nós vive sozinho, dependemos do outro, até de pessoas que nem sonhamos conhecer. Nossa vida depende da atividade de milhares de outras pessoas. O que temos em comum com as pessoas que cruzamos na rua? Bom, primeiro somos todos brasileiros, falamos a mesma língua, obedecemos às mesmas leis. Tudo o que pensamos, gostamos e fazemos depende da sociedade em que vivemos. A moda, por exemplo, é um bom exemplo da vida em sociedade. Será coincidência nos vestirmos de forma tão parecida? O Brasil também não é um país solitário, está em contato com outros países. As mudanças que acontecem em outras partes do mundo podem afetar o Brasil. Como isso acontece? Quais as conseqüências?

A cultura e a natureza: Na nossa vida algumas coisas são impostas pela natureza, outras podemos escolher. Por exemplo, as aves podem voar, nós não possuímos asas. Nossa natureza nos impõe a necessidade de beber água, sem ela não sobrevivemos. Mas somos livres para escolher se bebemos água, suco ou refrigerante.

O ser humano é livre porque é capaz de fazer projetos, de construir coisas de acordo com a sua imaginação. Pode até superar limitações impostas pela natureza (voar de avião). Tudo o que o ser humano produz faz parte da cultura. Tudo o que existe e não foi criado pelo homem faz parte da natureza. A natureza é o reino da necessidade, o reino da cultura é a liberdade.

A Cultura e a Humanidade: Responda: qual a diferenças ente um ser humano e um animal? Existem várias respostas, mas uma delas pode ser explicada pelos conceitos de natureza e humanidade. Nós, seres humanos, fazemos parte da natureza. Comemos, bebemos, temos filhos, envelhecemos. Assim como os bichos. Os animais comem, mas nós podemos plantar e fazer nosso alimento. Os animais procriam, mas os seres humanos buscam carinho, compreensão, o sentimento. Um cachorro inglês late diferente de um brasileiro? Claro que não. Nós, no entanto, podemos aprender outras línguas. Ao contrário dos animais, nós estamos sempre aprendendo, ou seja, a sociedade faz parte do reino da cultura. E, existem diversas formas de organização da sociedade.

               

Cultura e História: Os animais vivem da mesma maneira há milhares de anos, já a humanidade passou por diversas modificações, na suas moradias, no seu modo de vestir, suas invenções. Todas essas transformações é que nos permitem ter uma história. A ciência da História estuda as transformações das sociedades ao longo do tempo. Os historiadores estão interessados em fatos que modificaram a vida de muitas pessoas, que alteram a vida de toda uma sociedade.

As faces da sociedade: para conhecer uma pessoa você a observa, suas roupas, seu modo de falar, suas idéias, atitudes e personalidade. Para muitos historiadores, existem três aspectos fundamentais em uma sociedade: a economia, as idéias sociais e o poder político.

A economia: o aspecto econômico tem a ver com o trabalho e a produção de bens para a sobrevivência da sociedade. O historiador pode estudar como era a produção de bens no século XVll e perguntar o que é que se plantava? De que modo se plantava? Qual o tamanho das propriedades? Qual era o tipo de trabalho, livre ou escravo? A história econômica se preocupa com as transformações que aconteceram na agricultura, na indústria, na criação de animais, no tipo de trabalho, no comércio, no desenvolvimento da tecnologia. O historiador pode investigar a relação entre a escravidão no Brasil e a existência de favelas hoje.

As idéias sociais: as idéias sociais são importantes porque, afinal de contas, vivemos como pensamos. Responda essas questões: é justo condenar um inocente? A casa da esquina é bonita? Será que ele está falando a verdade quando diz que pescou um peixão? Vocês vão responder baseados nas idéias que têm sobre o que é justo ou não, o que é bonito ou não, o que é verdadeiro ou não. Mas, os historiadores não estão interessados nas idéias de uma pessoa, mas nas idéias que influenciam uma grande parte da sociedade. Por exemplo, na época da escravidão no Brasil. Quais eram os grupos sociais a favor da abolição? Quem era contra? Como surgiram as idéias abolicionistas? Como elas se espalharam na sociedade? E a religião? Como se desenvolveu? E as idéias políticas? Mas, vocês sabem, não existe unanimidade. Nem todos pensam da mesma maneira. Um dos objetivos dos historiadores é explicar essas diferenças de opinião. Em quais outros fatos vocês podem pensar?

A política: quando falamos de poder estamos falando de política. O historiador está pesquisando política quando faz perguntas como: qual classe social tinha o poder? Quem mandava e quem obedecia? As leis favoreciam alguma classe social? Havia um grupo que mandava mais do que o outro?  Em muitas sociedades a forma mais organizada de poder político é o Estado. Todos nós somos governados por algumas pessoas. Essas pessoas e seus auxiliares fazem parte de uma organização social chamada Estado. Quem faz parte do Estado? A polícia, os juízes, os funcionários públicos, os reis e presidentes, os deputados, os militares, etc. É o Estado que faz as leis e o dinheiro, que cobra impostos, que bota gente na cadeia. Faz obras públicas, constroem pontes, hospitais, escolas. Existiram e existem sociedades onde o Estado é dono de terras, de fábricas, indústrias. Ao longo da história já existiram diferentes tipos de Estado. Os historiadores podem perguntar então: sempre existiu Estado? Como ele era organizado em determinada sociedade? Como ele surgiu? Quem se opunha ao Estado? Por que um Estado declara guerra a outro? Cada aspecto da sociedade está relacionado a outro. Uma modificação econômica pode influenciar uma mudança política.

As classes sociais e os conflitos: para compreender os conflitos sociais os historiadores utilizam o conceito de classe social. Por exemplo: uma greve seria um conflito entre duas classes sociais: a dos operários e a dos patrões.

Pensar criticamente: pensar criticamente é não aceitar tudo o que já esteja totalmente explicado. É saber que o conhecimento é incompleto, porque ninguém sabe tudo. É questionar nossos próprios conhecimentos, é procurar o motivo para todas as coisas, é rejeitar as idéias sem explicação.

Fontes históricas: Como os historiadores sabem das coisas? Primeiro eles buscam as fontes escritas, lêem e interpretam esses escritos. Existem vários tipos de documentos escritos: livros, documentos oficiais como certidões de nascimento, testamentos, títulos de propriedade, lista de compras de uma família, mapas, jornais, etc. outras fontes são pinturas, arquitetura, filmes, música, brinquedos, armas, ferramentas, tecidos, etc. Outra forma de fonte são as fontes orais: histórias que passam de pai para filho, entrevista com pessoas que vivenciaram determinados fatos.

 zigurate      documento escrito

Múltiplas interpretações: depois que o historiador juntou todas as informações ele vai organizá-las e analisá-las. É comum que dois ou mais historiadores discordem na hora de interpretar os fatos. O mesmo fato histórico pode ter mais de uma interpretação, isto não quer dizer que uma esteja certa e a outra errada. A interpretação depende do que o historiador acha importante. Por isso, devemos questionar o que escutamos e estudamos. Ter dúvidas não é sinal de fraqueza, mas de inteligência.

Por isso, vamos estudar, tirar dúvidas e questionar durante as nossas aulas.  É assim que aprendemos!

                                               EXERCÍCIOS SOBRE A INTRODUÇÃO

1)     Para que serve estudar história? Dê um exemplo de um fato que você gostaria de compreender hoje. Exemplo: por que usamos jeans? Como surgiu a tatuagem?

2)    Por que dizemos que somos seres sociais?

3)    Dê exemplo de pessoas das quais você depende, mas não conhece.

4)    Desenhe ou cole gravuras de elementos do reino da natureza e do reino da cultura.

5)    Quais os aspectos fundamentais da sociedade? Ilustre.

6)    Procure saber o que são classes sociais.

7)    Para você, por que acontecem os conflitos sociais?

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Publicado por: geohistoriadateresa | março 21, 2010

Plano Curricular para o ano de 2010 / História

                           ESCOLA  MUNICIPAL  PAULO  MENDES  CAMPOS

PROFESSORA: TERESA CRISTINA PONTES

COORDENADORA: DILCE LARANJEIRA

DIREÇÃO: FLÁVIA HORTA / SEVERINO JUNIOR

         PLANO CURRICULAR PARA O ANO DE 2010/ 6º ano

                                            HISTÓRIA

OBJETIVOS PARA O FINAL DO 2º CICLO

ü  Compreender que o saber histórico é um processo que envolve sujeitos, temporalidades, eventos, processo e conceitos históricos.

ü  Compreender o tempo como construção social e a temporalidade histórica em suas várias dimensões: cronológica, de durações e de diferentes ritmos de tempo vivenciados socialmente, compreendendo outras dimensões culturais como, por exemplo, o tempo virtual.

ü  Reconhecer práticas sociais e bens culturais como construções coletivas, fruto de experiências de diferentes grupos sociais espacialmente situados, por meio dos tempos.

ü  Iniciar processos de questionamento em relação ao conhecimento histórico produzido, vendo-o como produção arbitrada, permeada de conflitos, relações de poder, abordagens e pontos de vista diferenciados.

ü  Reconhecer algumas relações sociais, econômicas, políticas e culturais no presente e no passado.

ü  Utilizar diferentes fontes de informação para leituras críticas.

ü  Comparar informações e perspectivas diferentes sobre um mesmo acontecimento, fato ou tema histórico.

ü  Conhecer e usar diferentes medidas de tempo.

ü  Construir sínteses cronológicas, incluindo e relacionando acontecimentos da história local, regional, nacional e mundial.

ü  Construir sínteses históricas.

METODOLOGIA

ü  Leitura, interpretação e análise de obras de conteúdo histórico.

ü  Leitura, interpretação e análise comparativa de jornais.

ü  Leitura, interpretação e análise de textos de livros didáticos.

ü  Telejornais (discussões e troca de opiniões)

ü  Construção de material de conteúdo histórico (quadrinhos, produção de textos, maquetes, murais, jornais)

ü  Excursões relacionadas aos temas estudados.

PROGRAMA CURRICULAR

1. O que é história?

  • Somos seres sociais
  • Cultura e natureza
  • Cultura e humanidade
  • Cultura e história

2. As diferenças sociais (as faces da sociedade)

3. A economia

4. As idéias sociais

5. A política

6. As classes sociais e os conflitos sociais

7. Pensar criticamente

8. Fontes históricas, a crítica aos documentos

9. Múltiplas interpretações

……………………………………………………………………………………………………………………………………………..

  1. A Pré-História
  2. O começo da história
  3. Mesopotâmia
  4. Egito
  5. Hebreus

…………………………………………………………………………………………………………………………………………….

  1. História de Roma

……………………………………………………………………………………………………………………………………………….

AVALIAÇÕES

ü   O método de avaliação cognitivo é processual, formativo e serve como  redimensionador da ação pedagógica.

  • Leitura e interpretação de textos
  • Análises e comparações de textos e fatos
  • Produção de textos
  • Construção de sínteses históricas e cronológicas
  • Trabalhos em grupo, organização e participação
  • Avaliações escritas, entre outros.

……………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Publicado por: geohistoriadateresa | março 21, 2010

O Sistema Solar

     O Sistema Solar é um sistema planetário, isto é, um conjunto formado por um astro maior (estrela / sol), ao redor do qual giram outros astros menores ( planetas, cometas, asteróides, etc). Além da Terra, fazem parte do nosso sistema planetário: Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

     A órbita dos planetas ao redor do sol é elíptica, por isso, o movimento de translação não apresenta sempre a mesma distância em relação ao sol.

http://www.youtube.com/watch?v=qhPnmAompYA  vídeo da formação do nosso sistema solar

 sistema solar

 http://www.youtube.com/watch?v=8RY2p9Psyt0   criação do Universo

http://www.youtube.com/watch?v=BRDJmXhWaaM  campo magnético da Terra

http://www.youtube.com/watch?v=onamHTdFxU4   por dentro dos planetas

 

Planetóides: ou asteróides, são minúsculos planeta que giram ao redor do sol. Existem cerca de 15 000 asteróides. Estão entre Marte e Júpiter. Origem dos planetóides:

  • resultado da explosão de um planeta que existiu entre Marte e Júpiter.
  • foram formados em consequência de choque entre astros maiores.
  • seriam os restos do período de formação do sistema solar.

Cometas: são astros de pequena dimensão que giram ao redor do sol. A luminosidade dos cometas provém dos raios solares refletidos nas particulas e nos gases que formam sua cabeleira e sua cauda. O cometa Halley se aproxima da Terra a cada 76 anos .Sua última aparição foi em 1986. Quando ele voltará?

  Satélites:  são astros que giram ao redor dos planetas. A Lua é o satéllite da Terra.

Meteoros: são fragmentos sólidos que vêm do espaço, em grande velocidade, em direção à Terra. Atraídos pela gravidade entram na atmosfera terrestre, onde ao sofrer atrito geram calor e luminosidade. São conhecidos por estrelas cadentes.

  O Sol e a Lua

Sol: indispensável para a vida na Terra.

Lua: distante da Terra 384 000 Km. AS fases da lua: dependendo da posição da lua em relação à Terra e ao sol, existem períodos em que a luz solar é refletida com maior ou menor intensidade. Esse fenômeno dá origem às fases da lua.

Lua Nova: ocorre quando a lua fica entre o sol e a TErra, a parte voltada para a Terra não recebe os raios de sol. Ilustre.

Lua Cheia: quando a Terra se encontra entre a Lua e o sol. Ilustre.

     Nos períodos intermediários, temos o quarto minguante e o quarto crescente. Metade da lua está iluminada e a outra metade não. Cada uma das quatro fases dura mais ou menos 4 semanas.

Observação: aula do dia 23/março/2010 nas turmas 3ma, 3mb, 3mc.

                                                   PARA CASA

1) Explique o que é o Universo.

2) Escreva 3 características das estrelas.

3) O que é uma galáxia? Qual o nome da nossa galáxia?

4) Qual a teoria mais aceita para o surgimento do Universo?

5) Explique o que você entendeu sobre o Bigbang.

6) Quais os planetas do nosso sistema solar?

7) Quais as hipóteses para a origem dos planetóides?

8) De onde vem a luminosidade dos cometas?

9) O que chamamos de estrela cadente?

10) Como os meteoros entram na atmosfera terrestre?

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

 

Publicado por: geohistoriadateresa | março 21, 2010

A Terra, um astro do Universo

                            

     O que é o Universo? tudo o que existe no espaço. Galáxias, planetas, estrelas, cometas, etc. Esses corpos celestes são chamados astros.

     Planeta: é um astro sem luz própria, que gira ao redor de uma estrela.

     Estrela: é um astro que produz luz própria, é formada por gases (hidrogênio e hélio), possui temperaturas muito altas. Nosso sol está cerca de 150 milhões de Km da Terra. Existe no Universo um número incalculável de estrelas, de diferentes tamanhos e temperaturas. Nosso sol é considerado pequeno. Estrelas anãs são até 450 vezes menores que o sol e, gigantes, até 1000 vezes maiores. A temperatura da estrela está ligada à sua cor. As mais quentes são azuis_ 50 000°C na superfície, as mais frias são vermelhas_ de 3 000°C a 4 000°C na superfície.

 Galáxias:são partes do Universo onde se agrupam bilhões de estrelas e outros astros. Nossa galáxia é a Via-Láctea, e nela existem cerca de 150 bilhões de estrelas. A galáxia mais próxima é a de Andròmeda.

 
 
 

Andrômeda - Galáxia M31

                                                            

                                                                A origem do Universo

A teoria mais aceita para o surgimento do Universo é o Big-Bang: que teria sido uma explosão de energia que estava super concentrada. isso ocorreu a aproximadamente 14 bilhões de anos.(ilustrar sua idéia do Big-Bang).

                             

 

 

 


fotos da galáxia de Andrômeda

               
Exclusivo da iStockphoto
Publicado por: geohistoriadateresa | março 21, 2010

A Sociedade Moderna e o Espaço

1.     O espaço de vivência do ser humano: vimos anteriormente que tudo o que existe ou acontece situa-se num tempo e num espaço. Portanto, para existirem, isto é, para serem reais, um objeto ou acontecimento precisam estar situados no tempo e no espaço. 

     Assim como os objetos e os acontecimentos, nós seres humanos, também ocupamos um lugar no espaço e situamo-nos no tempo. Vivemos numa certa época e moramos num lugar. A humanidade ocupa um espaço, que é o espaço geográfico.

     Mas nem todos os seres humanos vivem e percebem o espaço da mesma forma. Depende da sociedade e da época. Na antiguidade, por exemplo, não existiam países ou nações, que hoje dominam a superfície terrestre.

Como a nossa sociedade, a chamada sociedade moderna, percebe e ocupa o seu espaço?

Os níveis e as dimensões do espaço atual: vamos tomar como exemplo o lugar, ou seja, uma parcela do espaço onde vive a estudante Flávia. Flávia vive em nosso país. Mora em um apartamento com os pais. O seu quarto é seu espaço mais pessoal. A planta do apartamento nos dá uma idéia da moradia: quantas dependências, a distribuição dessas dependências, a localização do quarto de Flávia em relação aos outros aposentos. Esse apartamento está no 3º andar de um prédio. O edifício, por sua vez, localiza-se numa rua. E, a rua fica num bairro.

    Mas, o espaço de Flávia não é só este. É o conjunto formado pelos lugares onde ela vive, passeia, estuda, brinca, viaja, conhece de ouvir falar ou por meio de livros e revistas.

  Já vimos seu quarto, eu apartamento e a rua onde ela mora. O que falta conhecer agora? As ruas e avenidas que estão próximas. A escola se localiza a algumas quadras de sua casa. Nessa rua ou nas proximidades, existem açougue, padaria, banca de jornal, supermercados, etc. Existem também algumas casa e muito comércio e circulação de pessoas e de veículos.

   Todas as ruas e avenidas vizinhas à rua onde Flávia mora formam um bairro, e esse bairro se localiza numa cidade. O bairro se chama Floresta, e a cidade Belo Horizonte.

   O que falta ainda para completar o espaço de Flávia? Qual Estado onde fica a cidade de Belo Horizonte e em  qual país está este estado. O estado é Minas Gerais, o país, Brasil. E onde fica o Brasil? Na  América do Sul, um pedaço do continente americano, que faz parte da superfície do planeta Terra.

   Como vê, o espaço de convivência do ser humano possui vários níveis ou dimensões. A menor dimensão do nosso espaço é a nossa casa e a maior a superfície terrestre.

                                                          EXERCÍCIOS

  1. Desenhe o seu quarto.
  2. Desenhe o seu apartamento ou casa.
  3. Desenhe a sua rua.
  4. Crie um desenhe das ruas próximas à sua casa. (veja o exemplo)
  5. Faça a legenda usando símbolos.

parte do bairro Floresta (BH)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte é formada por 34 municípios, sendo a terceira maior aglomeração populacional brasileira e a terceira em importância econômica da indústria nacional.

Observação: em outro momento estudaremos com mais profundidade a RMBH

Exercício

1. Escreva o nome das cidades que fazem fronteira com a cidade de Belo Horizonte.

Exercício

1. Identifique o Estado de Minas Gerais.

2. Escreva o nome dos Estados que fazem fronteira com Minas Gerais.

3. Observe o mapa e escreva quantas regiões o país possui.

4. Qual região possui o maior número de Esatdos? E o menor?

5. Em qual região fica a capital do país, o Distrito Federal?

 

Exercício

 1. Escreva os nomes dos países que fazem fronteira com o Brasil.

2. Quais países não fazem fronteira com o Brasil?

3. Escreva o nome de todos os países da América do Sul.

 

mapa_mundi
Exercício

 

1. Escreva o nome dos continentes

2. Escreva o nome dos oceanos.

Publicado por: geohistoriadateresa | março 21, 2010

A DESCOBERTA DO TEMPO E DO ESPAÇO

                                    A DESCOBERTA DO TEMPO E DO ESPAÇO

INTRODUÇÃO

A Descoberta do Tempo e do Espaço: Tudo o que existe se situa num tempo e ocupa um espaço. Tempo e espaço são elementos abstratos. Recebem este nome porque não podemos percebê-los através de nossos sentidos –tato, visão, audição, paladar e olfato.

O que é o Tempo? O tempo representa o momento, o instante, a época em que algo ocorreu ou existiu, ocorre ou existe, ocorrerá ou existirá. Sempre que fazemos a pergunta quando? estamos nos referindo ao tempo.

O que é o Espaço? O espaço refere-se ao lugar que as coisas ocupam e onde os fatos ocorrem. Quando perguntamos onde? estamos nos referindo ao espaço. Podemos nos referir ao espaço usando os termos que servem para medi-lo ou descrevê-lo: lugar, região, área, localidade, território, distância.

Medindo o tempo e o espaço: como medimos ou descrevemos um elemento abstrato? Usando noções de intensidade ou distância. Podemos medir o tempo usando segundos, horas, dias, séculos. O espaço pode ser medido pelo seu tamanho: grande, pequeno, em quilômetros ou metros.

O Tempo da natureza e o tempo do ser humano: para medira duração de uma aula podemos fazer em minutos ou horas. Mas as grandes transformações que ocorrem no nosso planeta são extremamente lentas. A formação das primeiras rochas, o surgimento da vida, as mudanças nos rios, etc. essas transformações são medidas pelo tempo geológico. Temos então que o tempo geológico marca as mudanças em nosso planeta. Já no Universo, o surgimento das estrelas, das galáxias, é medido pelo tempo astronômico. E as transformações pelas quais passaram as sociedades humanas, por exemplo, a invenção da escrita, o aparecimento das primeiras civilizações, é medida pelo tempo histórico.

Os diferentes tipos de espaço: refere-se a lugares e distâncias. O espaço astronômico é onde se encontram os planetas, as estrelas, os cometas. Espaço geográfico é o espaço da sociedade humana, o espaço onde vivemos.

Quanto vale um ano-luz? Um ano-luz corresponde à distância percorrida pela luz, no vácuo, durante um ano. Sabendo que a velocidade da luz é de 300 000 km por segundo e que há 60s no minuto, 60m na hora e 24 h no dia e 365 dias no ano, basta fazer o cálculo: 300 000 x 60 x 60 x24 x 365 = 9 460 800 000 000 Km. Essa é a velocidade da luz em um ano. Agora, faça os cálculos. Qual a distância de uma estrela que está a 20 anos-luz da Terra?

Espaço e geografia: a geografia estuda o espaço onde vive a humanidade. No espaço geográfico há elementos naturais e elementos elaborados pelo homem. A geografia estuda todos esses elementos, mas o ser humano é o centro de interesse.
foto 1. espaço geográfico com elementos naturais

foto 2. foto de Murilo Moreno, BH. espaço geográfico com elementos elaborados pelo homem.

foto 3. espaço astronômico
                                                   

 http://www.youtube.com/watch?v=35-ORjErtE0  eras geológicas, a evolução da Terra

 EXERCÍCIOS

1)     Qual a diferença entre elemento concreto e abstrato? Dê exemplos desenhando.

2)    Que perguntas fazemos ao nos referir ao tempo? E ao espaço?

3)    Como podemos medir o tempo?

4)    Como medimos o espaço?

5)    Ilustre tempo geológico e tempo histórico.

6)    Ilustre o espaço astronômico e o espaço geográfico, com os elementos naturais e elaborados pelo homem.

Publicado por: geohistoriadateresa | março 21, 2010

Plano Curricular

                               ESCOLA  MUNICIPAL  PAULO  MENDES  CAMPOS

PROFESSORA: TERESA CRISTINA PONTES

COORDENADORA: DILCE LARANJEIRAS

DIREÇÃO: FLÁVIA HORTA / SEVERINO JUNIOR

                         PLANO CURRICULAR PARA O ANO DE  2010 / 6ºANO

                                                        GEOGRAFIA

 

OBJETIVOS PARA O FINAL DO 2º CICLO

  • Localizar o distrito, a sede, a metrópole, a cidade global dentro da hierarquia político-administrativa do estado.
  • Orientar-se usando referenciais próprios das relações espaciais, reconhecendo um mapa, o que ele representa e para que é usado.
  • Entender a conservação de distância, comprimento e superfície e a construção da medida de comprimento, ou seja, coordenar medidas e utilizar os referenciais de altura e comprimento horizontal e vertical essenciais para a construção de sistema de coordenadas.
  • Correlacionar fenômenos socioespaciais através da leitura de mapas temáticos.
  • Identificar o Brasil e outros países no mapa-múndi.
  • Ler mapas temáticos a partir de indicadores econômicos e sociais.
  • Usar as coordenadas geográficos para localizar lugares no mapa-múndi e em mapas temáticos.
  • Usar a construção de maquetes para representar diferentes fenômenos da dinâmica terrestre e das realidades socioespaciais.
  • Identificar e comparar características de seu entorno local: o clima, as características da superfície e as atividades exercidas por seus habitantes que envolvam relações espaciais e ambientais
  • Participar de discussões e ações acerca dos limites de uso dos bens naturais pela sociedade.
  • Conhecer e discutir a interdependência entre os elementos naturais.

……………………………………………………………………………………………………………………………………………..

METODOLOGIA

  • Leitura, interpretação de livros, jornais e paradidáticos.
  • Leitura, interpretação e análise de mapas.
  • Telejornais (discussões e troca de opiniões)
  • Construção de material de conteúdo geográfico (maquetes, mapas, quadrinhos, murais, jornais)
  • Excursões relacionadas aos temas estudado

   PROGRAMA CURRICULAR

  1.  A descoberta do tempo e espaço

  • Medindo o tempo e o espaço
  • O tempo da natureza e o tempo do espaço
  • Os diferentes tipos de espaço

    2.   A sociedade moderna e o espaço

  • O espaço de vivência do ser humano
  • As diferenças sociais e os diferentes espaços de vivência

  3.     A terra um astro do universo

  • A origem do universo
  • O sistema solar

 4.    Orientando-se na Terra

  • Os pólos e os hemisférios
  • A rosa-dos-ventos
  • Pontos de orientação
  • Coordenadas geográficas
  • Zonas térmicas
  • Fusos horários

  5.  As várias maneiras de representar o espaço

  • O mapa
  • Convenções cartográficas e legenda
  • Escalas
  • Tipos de mapas
  • Como interpretar um mapa

 6.    Cartografia

 7.     A superfície terrestre

  • Biosfera e a superfície terrestre
  • O ser humano na superfície terrestre
  • A sociedade moderna e a natureza
  • O Brasil

  8.  Litosfera

  • Tempo geológico
  • Placas tectônicas

  9.  Atmosfera

  • As camadas da atmosfera
  • Tempo e clima
  • Estações do ano
  • Climas do mundo – vegetação
  • Climas do Brasil – vegetação
  • Previsões meteorológicas
  • O ser humano e a atmosfera

10.  Biosfera

  • O ser humano e a biosfera
  • O acúmulo de gás carbônico na atmosfera
  • As relações ser humano-natureza

 

………………………………………………………………………………………………………………………………………………

« Newer Posts

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.